• Yohanna Emmelly

ELEIÇÕES 2022: Teresa Surita e o contraste entre a capital e o interior

Atualizado: 14 de jul.

“Os políticos só vêm durante o tempo eleitoral. Eu só vi a Teresa uma única vez em São João da Baliza, então não sei o que esperar”.


Por: Aysha Estrada, Camilla Salustiano, Fernanda Fernandes, Fernanda Vasconcelos, Maria Cecília Veloso e Yohanna Emmelly

Bairro Nova Vida (Foto: Fernanda Fernandes)

O centro de Boa Vista é um dos principais pontos turísticos da capital roraimense. Os grandes investimentos realizados nas últimas gestões de Teresa Surita, enquanto prefeita, revitalizaram ruas, prédios e destinos turísticos presentes na região, dentre eles estão o Mercado Municipal São Francisco, a Orla Taumanan, a Praça das Águas, o Complexo do Ayrton Senna e o Mini Terminal de Ônibus.


Saindo do centro e dos bairros próximos a realidade, no entanto, é outra. Os bairros mais afastados da capital boa-vistense, enfrentaram obstáculos nos últimos anos, com falta de estrutura, alagamentos e dificuldade de acesso ao transporte público.


Um problema que afeta diretamente o dia-a-dia dos moradores dessas regiões é a ausência de asfalto nas ruas. É o caso do Nova Vida, um bairro que existe desde 2013, quando ainda era considerado invasão. A moradora Leina Lima, 46, lista os transtornos enfrentados.

“Quando chove fica tudo cheio de buraco. Para minha filha pegar um transporte lá na avenida, ela tem que ir de chinelo e colocar o sapato só quando chega no trabalho, porque senão vem lama até o joelho. Eu brinco que isso aqui, na verdade, não é uma rua, é uma vicinal”, disse.

Mas essa não é a única dificuldade dos moradores do local, o bairro não possui iluminação pública e nem serviços básicos, como coleta de lixo e acesso à Unidade Básica de Saúde.


No Interior


Teresa Surita, hoje pré-candidata ao governo do estado, construiu toda a sua carreira política na capital do estado de Roraima. Então, o seu pouco contato com os demais municípios causa receio entre os moradores do interior.


Elane Oliveira, moradora do município de São João da Baliza, conta que a região tem sofrido com a falta de atenção dos últimos governos. De acordo com ela, as maiores dificuldades encontradas estão relacionadas a falta de investimentos em infraestrutura.


“Nós temos carência de estrutura. A estrada está intransitável, meu pai tem uma carrada de banana e não consegue chegar até o produto. A saúde no sul do estado é péssima, falta tudo. Não tem ambulância, não tem remédio, às vezes não tem nem seringa. Os políticos só vêm durante o tempo eleitoral. Eu só vi a Teresa uma única vez em São João da Baliza, então não sei o que esperar”, disse.

Nos últimos dias, a pré-candidata tem feito um percurso para tentar se aproximar do eleitorado do interior do estado. Realizando reuniões, palestras e ouvindo as demandas dos moradores. Porém fica o questionamento: se até o seu principal eleitorado sente a distinção do investimento de recursos, o que será da população que vive além da capital roraimense?



LEIA TAMBÉM:


ELEIÇÕES 2022: Pré-candidata Teresa Surita decide arriscar mais uma chance no Governo de Roraima


ELEIÇÕES 2022: Capital da primeira infância - conquistas e problemas


* Conteúdo experimental desenvolvido na disciplina de JOR53 - Jornalismo Especializado I.


77 visualizações0 comentário