• Amazoom

Grupo senzala: A tradicionalidade na capoeira roraimense

Liana Lima e Mairon Compagnon


Foto por Liana Lima


A capoeira é uma forma de expressão cultural caracterizada por movimentos ágeis e harmoniosos. Guiada pelo som do berimbau, principal instrumento utilizado durante uma roda de capoeira, os movimentos remetem a aspectos coreográficos, ao usarem mais os movimentos com pés e a cabeça, intercalando com o resto do corpo, do que com as mãos.


A capoeira surge no Brasil como uma forma de resistência dos escravos trazidos da áfrica durante o período colonial. Além de ser utilizada como uma arte marcial para defesa pessoal, a capoeira foi uma maneira de conservar a identidade dos escravos africanos, mas apenas em 1930 foi oficializada como esporte nacional brasileiro.


Durantes as rodas de capoeiras, conhecidos também como jogos de capoeira, os movimentos feitos por cada jogador simulam ataques, defesas e esquivas. Através do gingado, os capoeiristas tentam demonstrar a sua superioridade em quesitos de força, habilidade e autoconfiança.


A chegada da capoeira em Roraima


A capoeira é a manifestação cultural presente em todo o território brasileiro e por mais de 150 países, tornando-se, em 2008, patrimônio imaterial da cultura do Brasil. Em meados da década de 60, houve os primeiros movimentos de capoeira no estado de Roraima, quando um grupo de soldados da brigada de paraquedistas, do exército brasileiro, fizeram algumas rodas de capoeira pelas praças de Boa Vista.


No dia 25 de outubro de 2012 foi instituído o Comitê Gestor da Salvaguarda da Capoeira. O Comitê, composto por instituições e entidades da sociedade civil sem fins lucrativos, atuantes da capoeira no estado, tem como objetivo de estimular e apoiar no que diz respeito às contribuições para o processo de salvaguarda.


Segundo o contramestre do grupo senzala, Jefferson Biriba, a capoeira só começou aqui no estado de forma efetiva por volta da década de 90. “A capoeira ministrada em academia, começou por volta da década de 90, por meio do mestre Renato Maluco e o mestre Caimbé, ambos de por grupos diferentes. De lá pra cá, vários grupos que surgiram foram alunos desses dois daqui dois mestres daqui do estado”, disse.


Em todo o estado de Roraima, já são mais de 28 grupos de capoeiras divididos entre os municípios de Amajari, Boa Vista, Cantá, Caroebe, Rorainópolis e São João da Baliza. Dentro da capital, são 22 grupos de capoeira e um deles está localizado no Parque Anauá, um dos pontos de lazer de Boa Vista, que é a casa da capoeira, do grupo senzala.


Fotos por Liana Lima e Mairon Compagnon


Casa da Capoeira e Grupo Senzala


O Grupo Senzala surgiu ainda nos anos 60, no Rio de Janeiro com a união de três mestres vindos da Bahia, Pernambuco e Rio de Janeiro, que são considerados os berços da capoeira. Nos anos 90, o grupo se instala em Boa Vista, e os trabalhos continuam a todo vapor, na liderança do Mestre Maluco.


A construção da Casa da Capoeira se concretizou em 2014 nas dependências do Parque Anauá, segundo o Contra Mestre “Biriba” em um terreno concedido pelo governo e com madeiras retiradas do próprio parque. A obra contou também com apoio financeiro de empresas do setor privado. O Mestre “Maluco”, grande homenageado da casa, começou a idealizar o projeto em 2013.


Fotos por Liana Lima e Mairon Compagnon


Mestre “Biriba” conta que atualmente a Casa da Capoeira conta com um público bem variado, desde venezuelanos à haitianos, e que apesar da crise migratória que o estado vem enfrentando, isso não é uma novidade pois um trabalho de expansão da capoeira até a Venezuela é realizado há muito tempo.



Imagens: Mairon Compagnon/ Edição: Liana Lima


A Casa da Capoeira funciona como um projeto social, que acolhe a todos que desejam participar das aulas, basta se juntar ao grupo nos horários das aulas. Para adultos as aulas são ministradas segundas sextas e quartas, das 20h30min às 22h, e as aulas infantis nos mesmos dias porém no horário de 19h30min às 20h30min.


Benefícios da prática da capoeira para a saúde


A prática de esporte melhora não apenas o condicionamento físico, mas também, somada a uma alimentação saudável, garante uma melhor qualidade de vida. Porém, diferente dos demais esportes, a capoeira não treina apenas a parte física do praticante, garantindo uma melhora no desenvolvimento muscular, a prática da capoeira reduz o estresse e a ansiedade e também melhora a auto-estima.


Segundo o educador físico, Anderson Fernandes, por ser um esporte que engloba treinamentos tanto respiratórios quanto físicos, ela é um esporte completo. “Qualquer esporte é benéfico para a nossa saúde. A capoeira além de ser um trabalho que ajuda a perder peso com trabalho cardiopulmonar e respiratório, ela vem com a parte de flexibilidade, força, agilidade e coordenação motora. A capoeira junta tudo isso. E é o esporte mais completo”, afirmou.


Para o capoeirista Lucas Gomes, a prática da capoeira promoveu melhoras significativas na sua vida. “Eu trabalho o dia inteiro, sobra pouco tempo pra mim, mas ainda tiro um tempo para praticar capoeira. A prática me ajuda a desestressar e observar a vida de outra forma. Posso dizer que sou uma pessoa completamente diferente agora e mais feliz”, contou.


Box de Curiosidade

Você sabia que os capoeiristas passam por um batizado?


Tradicionalmente o batismo é o momento em que os capoeiristas recebem o seu apelido, ou nome de capoeira. Originalmente esse costume surgiu na época em que a capoeira era ilegal e, para evitar problemas com a polícia, os capoeiristas diziam os seus apelidos a outros jogadores durante as rodas de capoeira ao em vez de dizer os seus nomes. Dessa forma um capoeirista não poderia revelar os nomes dos seus companheiros à polícia, mesmo que fosse preso e torturado.


Os apelidos podem surgir de inúmeros motivos, uma característica física, uma habilidade ou dificuldade, uma ironia, a cidade de origem, entre outros. Mas atualmente, o apelido continua uma forte tradição na capoeira, apesar de não ser mais necessário.



51 visualizações
AMAZOOM
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

O Amazoom é uma rede de comunicação, pesquisa e promoção da cultura localizado no estado de Roraima

www.redeamazoom.org orgulhosamente criado por Bryan Chrsytian Araújo. 2017