• Júlio Sansão

SAÚDE: Manter hábitos saudáveis ajuda a aliviar sintomas de ansiedade

Por: Júlio Sansão



O atual cenário da pandemia no país é complexo e desafiador para todos. Diante de um cenário crítico na saúde, é importante observar os índices de ansiedade gerados pelo medo da situação. A ansiedade e o estresse reduzem a atividade do sistema imunológico, tornando a pessoa mais suscetível a desenvolver outros problemas de saúde. Em virtude disso, priorizar a saúde física e mental torna-se crucial para transpor este período da melhor forma.


De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo inteiro. Por esse motivo, especialistas alertam sobre a importância de cultivar hábitos e práticas que favorecem o fortalecimento do sistema imune, além de contribuir para amenizar as dificuldades do contexto.


Segundo a psicóloga Glenda Dinelly, a ansiedade age no organismo aumentando o nível de cortisol, também conhecido como hormônio do estresse, o que deixa o corpo em constante estado de alerta, gerando mais ansiedade. Ela aponta que existem três itens chave para um bom funcionamento cerebral: alimentação, exercício físico e descanso. Em um artigo publicado, a psicóloga apresenta algumas dicas para lidar com a ansiedade durante a pandemia.


Segundo ela, a ansiedade é uma resposta natural do corpo e desempenha um papel importante na nossa sobrevivência, mas em excesso ela atrapalha mais do que ajuda em diversos aspectos de nossas vidas. Dependendo do nível, a ansiedade pode ocasionar problemas como dificuldade de concentração, insônia, preocupação excessiva, irritabilidade e vários outros, além das questões emocionais.


“A gente vive num estado de insegurança, de incerteza. A gente não sabe se tem vacina, se vai ter vacina para todo mundo, quanto tempo isso vai durar. E aí vem o surgimento de novas variantes do vírus, muita desinformação também. Então isso gera ainda mais ansiedade”, disse.

Em seu artigo, ela lista algumas dicas que podem ajudar a controlar a ansiedade e melhorar a qualidade de vida, mas alerta que não substituem um acompanhamento profissional. Entre as dicas estão:



A psicóloga enfatizou também a importância dos laços afetivos e de buscar ajuda profissional caso a pessoa não esteja conseguindo lidar com as questões emocionais.


Hábitos alimentares


Outro fator essencial para manter a saúde neste período é a alimentação. Segundo o nutricionista Derek Matos, é importante manter uma alimentação saudável nesse período de pandemia em que o sistema imunológico sofre uma queda devido à ansiedade.


“Se você é uma pessoa ativa, se você tem uma alimentação equilibrada, você tem uma chance menor de desenvolver algum problema de saúde”, disse o nutricionista.

O contexto de isolamento social afetou também os hábitos alimentares das pessoas. Estudos em alimentação e saúde no país indicaram que nas regiões Norte e Nordeste houve um aumento no consumo de alimentos ultraprocessados e produtos industrializados entre a população de escolaridade mais baixa.


Para ajudar a manter uma rotina alimentar mais saudável, o especialista forneceu algumas dicas:


“Evitar alimentos industrializados, frituras, refrigerantes e doces, que são alimentos extremamente calóricos, mas pouco nutritivos. Então acaba não sendo tão interessante para o nosso consumo do dia a dia”, disse Derek. “Ter uma alimentação mais natural possível. O máximo de verdura, salada e frutas principalmente”, completou.

Corpo em Ação!


Além de uma alimentação equilibrada, manter o corpo ativo também é um fator essencial para a saúde e bem estar. Segundo o Ministério da Saúde a atividade física traz diversos benefícios como o aumento da disposição para realizar outras tarefas, o fortalecimento dos ossos e músculos, a melhora da flexibilidade e capacidade funcional, a melhora da qualidade do sono, do humor, dos quadros depressivos, da autoestima e da sensação de bem-estar, além da redução da ansiedade e estresse.


Estudos que relacionam atividades físicas com os resultados da COVID-19 demonstram que a atividade física moderada pode reduzir a suscetibilidade a infecções do trato respiratório superior, melhorando a saúde do sistema imunológico. A prática de exercícios durante a pandemia é recomendada e também pode ajudar a mitigar alguns problemas como diabetes, obesidade, aumento da pressão arterial e glicemia, que são doenças que agravam o quadro de COVID.


A prática de atividade física durante a pandemia é essencial para a saúde. Entretanto, também é importante atentar-se para alguns cuidados básicos. O personal trainer Alex de Sena falou sobre algumas medidas que devemos observar:


“Existem alguns cuidados que devemos ter antes da realização de atividades físicas. A ausência desses procedimentos pode comprometer a qualidade da atividade e o bem-estar da pessoa. Dicas: mantenha-se hidratado e bem alimentado, use roupas confortáveis, faça alongamentos e busque orientação para atividades mais intensas”, disse.

Cuidados com a Mente


Além de atividades para manter o corpo saudável, manter a mente saudável também é crucial. E para isso algumas pessoas recorrem às páginas dos livros, como é o caso da professora do curso de Letras da UFRR, Martha Julia Martins.


“Em tempos de crise como esse que a gente está enfrentando agora coletivamente enquanto sociedade da pandemia de COVID, eu utilizo a leitura como um refúgio e isso me faz muito bem, e me ajuda muito a relaxar, ficar mais calma, melhorar a concentração e a lidar com as notícias tão ruins que a gente assiste todos os dias na TV”, relatou Martha Julia.

Enquanto professora da universidade, ela coordena um clube de leitura de literatura jovem-adulto onde compartilha suas experiências de leitura com uma rede de outros leitores, que assim como ela, gostam de ler e falar sobre livros.


“Esse contato com outros leitores é muito bom, porque você percebe que existem outras pessoas também utilizando a literatura como uma válvula de escape”, completou.

O isolamento social também impactou diretamente nas relações sociais. Além da literatura, muitas pessoas procuraram o apoio de amigos e familiares de forma online para aliviar a saudade, compartilhar vivências, angústias ou momentos de diversão durante a pandemia.


O estudante de psicologia Ramón Pithan relata que possuía um projeto no início da pandemia de reunir-se com os amigos no Discord toda semana para manter contato e conversar sobre o que estava acontecendo. Apesar disso, quando a situação da pandemia começou a piorar, era cada vez mais difícil reunir energias para conversar, pois estavam todos cansados. Porém, a longo prazo e com muito esforço, Ramón conta como conseguiu melhorar sua situação dedicando-se a manter hábitos saudáveis.


"Agora consegui manter um ritmo bom em que eu estou conseguindo me alimentar direito, fazer bons exercícios, assistir minhas aulas online, trabalhar em algumas coisas, e assim é um ciclo. Quando a gente consegue fazer alguma coisa que nos faz bem, a gente consegue realizar outras coisas que nos deixam com um sentimento bom, e isso vai nos dando forças para fazer cada vez mais coisas que a gente quer. E foi assim que eu consegui encontrar um pouquinho de energia para me manter nesse período tão difícil”, disse Ramón.

Os impactos do coronavírus na sociedade vão muito além de reforçar a importância dos cuidados com a saúde física e mental. Ter em perspectiva que essa situação é temporária pode ajudar a aliviar os sintomas de ansiedade e manter outras emoções negativas sob controle. Também é importante separar momentos para fazer aquilo que gosta, como assistir um filme, maratonar uma série, jogar com os amigos online.


Adotar hábitos saudáveis e persistir para que eles se tornem habituais é importante para passar por esse período da melhor forma e estar mais preparado para a vida normal quando essa situação passar. Mas não esqueça que essas medidas não substituem um acompanhamento profissional. Se perceber que a ansiedade está fora de controle, busque apoio profissional.


46 visualizações0 comentário
AMAZOOM
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

O Amazoom é uma rede de comunicação, pesquisa e promoção da cultura localizado no estado de Roraima

www.redeamazoom.org orgulhosamente criado no curso de Jornalismo da UFRR em 2017