• Amazoom

Resistência: Semana da Consciência Negra em Roraima debate racismo e intolerância religiosa

Racismo, Consciência Negra e Intolerância Religiosa”, este é o tema central da palestra de abertura da Semana da Consciência Negra em Roraima.


Por: Rafaela André

“Racismo, Consciência Negra e Intolerância Religiosa”, este é o tema central da palestra que será realizada na abertura da Semana da Consciência Negra, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil em Roraima - OAB/RR, às 16h00, do dia 17 de novembro.


A palestra será dividida em subtemas, sendo direitos humanos e genocídio da juventude negra, injúria racial e sua imprescritibilidade e intolerância religiosa. Além da palestra, o evento também contará com as apresentações do Grupo Cultural "Nganga Nzila", Grupo Capoeira Angola Guerreiro de Palmares/RR e da cantora e compositora Euterpe.


A abertura da programação é em alusão ao 20 de novembro, data destinada ao Dia da Consciência Negra, instituído pela Lei nº 12.519 de 10 de novembro de 2011. A instituição da data ocorreu pela renúncia ao 13 de Maio - Dia da Abolição da Escravatura, pela ausência de condições de subsistência aos negros diante da libertação e de políticas públicas que garantissem direitos. O que fadou os “libertos” aos subempregos e à marginalidade.


No ano de 1970 iniciou a movimentação de ativistas no Rio Grande do Sul, que reivindicavam a destinação do 20 de novembro como o Dia da Consciência Negra. Os anos se passaram e com o surgimento do Movimento Negro Unificado, em 1978, a data foi ganhando relevância e tornou-se um momento oportuno pare relembrar as problemáticas que atingem os negros no país, que representam cerca de 56% da população brasileira segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.


"O objetivo do evento é ressaltar a importância da valorização da cultura negra e discutir temas pertinentes às minorias, com a finalidade de garantir espaços e mudanças significativas, relacionadas aos estigmas herdados do Brasil Colonial".

O evento é uma iniciativa do Governo de Roraima, por meio da Secretaria do Trabalho e Bem-Estae Social, em parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo, a OAB/RR, Instituto Biriba, Fé e Alegria, Federação Roraimense de Capoeira, Movimento Negro Unificado.


Sobre os palestrantes:


Jefferson Dias de Araújo (Contra-Mestre Biriba) - Direitos Humanos e Genocídio da Juventude Negra


Contra-Mestre Biriba é Mestre em Preservação do Patrimônio Cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN; Especialista em Filosofia da Religião, Pós-graduado em docência do nível Superior e Bacharel em Direito. Foi professor de Direito Penal, Ética, Bioética e Legislação Trabalhista na instituição Ser Educacional. Contramestre de Capoeira pelo Grupo Senzala e Fundador do projeto social Instituto Biriba: Capoeira e Arte. Foi Presidente da Federação Roraimense de Capoeira e Membro do Comitê Gestor da salvaguarda da Capoeira de Roraima. Autor obras autorais como livros, Cds, shows, documentários e outros. Atua nas seguintes áreas: Direitos Culturais, Direito Autoral, Patrimônio Cultural, Políticas Culturais, Economia Criativa, Liberdade Religiosa e Cultura Popular.


Cristiane Rodrigues de Sá - Injúria Racial e sua Imprescritibilidade


Cristiane Rodrigues é Graduada em História. Graduada em direito. Especialização em Pós-história e cultura afro-brasileira e indígena. Especialista em história afrodescendente. Especialista em direito constitucional. Especialista em ciências criminais. Mestre em Direito. Professora de história. Professora de direito penal. Advogada criminalista. Conselheira titular seccional da oab RR. Membro efetivo da comissão especial de direito processual penal do CFOAB. Vice presidente da comissão do sistema carcerário. Vice presidente da comissão do exame da ordem


Carlos Fournier (Tatà Bòkùlè) - Intolerância Religiosa


Tatà Bòkùlè é dirigente do Abasà N'gola Ngunzu Tatà Bòkùlè; coordenador Estadual da Rede de Saúde de Terreiros – RENAFRO; coordenador estadual da Rede Amazônia Negra – RAN; representante da Federação de Umbanda, Ameríndios e Culto Afro Brasileiro do Estado de Roraima - FUCABERR, Graduado em Gestão Pública.

28 visualizações0 comentário