• Amazoom

Modelo Denver: o método de intervenção precoce de tratamento do autismo infantil em Roraima

Por Winara Sales

Editoria Saúde e Bem Estar - Editora Juliana Dama

Imagem: ThitareeSarmkasat/iStock

O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), popularmente conhecido como autismo, é uma alteração no neurodesenvolvimento de uma pessoa, essa alteração pode ser identificada através de sintomas como a dificuldades de interação, comunicação social e verbal ou não-verbal com o outro. Segundo o relatório do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CD) dos Estados Unidos, uma a cada 59 crianças nasce com o transtorno. Atualmente existem alguns métodos de intervenção para diminuição dos sintomas do autismo, entre eles o Modelo Denver.


O Modelo Denver de Intervenção Precoce é um método norte-americano de tratamento do autismo infantil. O modelo foi desenvolvido pelas pesquisadoras Selly Rogers e Geraldine Dawson na Universidade de Denver, que dá nome ao método, durante a década de 80. O objetivo do método é reduzir os efeitos negativos gerados pelos sintomas do autismo e estimular, através de brincadeiras, a motivação e a liderança da criança. Com comprovação científica de sua eficiência, o Modelo Denver foi eleito uma das 10 maiores descobertas médicas no ano de 2012.


Para o melhor desempenho da criança, no Método Denver, a intervenção precisa ser feita o mais cedo possível, ao detectar atrasos no desenvolvimento da criança já pode iniciar as estimulações precoce para potencializar o mais rápido o aprendizado e seu desenvolvimento, o Modelo Denver é recomendado para crianças de até 4 anos. A intervenção é feita de forma natural através de brincadeiras e jogos, incentivando e motivando a criança com autismo a criar novos contatos sociais e a aumentar a sua capacidade de aprendizado e minimizar os sintomas do autismo.


Na cidade de Boa Vista o modelo é aplicado há alguns meses, em conversa com a psicóloga, terapeuta e supervisora do Modelo Denver, Patrícia Assis, uma das profissionais capacitadas pelo Instituto Farol para aplicação do método, as terapias são realizadas por uma assistente terapêutica e são realizadas no âmbito domiciliar da criança de forma naturalistas. “São trabalhados todas as esferas do desenvolvimento infantil dando ênfase aos atrasos que a criança apresenta com a implementação do plano específico para cada criança.”, disse ela.


Sobre as realizações da terapia, Patrícia explicou que todo o processo terapêutico é observado e avaliado por uma equipe responsável e acompanhado também pelos pais da criança, “Todo o processo terapêutico é supervisionado por um terapeuta/supervisor Denver é as sessões são gravadas em um aplicativos, para as famílias e o supervisor acompanharem as sessões pela internet. Uma vez por semana acontece as supervisões juntamente com os pais e a assistente terapêutica.”


Para aplicar o modelo, os profissionais passam por uma rígida e longa formação realizada pelo Instituto Farol em Florianópolis, a capacitação tem duração de aproximadamente 8 meses e é dividida em 3 etapas para terapeutas com duração de 2 meses e 4 etapas para supervisores com duração de 8 meses. Os profissionais que podem se tornar terapeutas ou supervisores do Modelo Denver são: psicólogos, fonoaudiólogos, psicomotricistas, terapeutas ocupacional, psicopedagogos, pedagogos e fisioterapeuta.


Em Roraima, pelo Instituto Farol, tem 3 terapeutas/supervisoras que estão formando outras assistentes terapeutas para trabalharem com o Modelo Denver de Intervenção Precoce em nosso Estado.



Para mais informações:

98118 6344 Patrícia S. De Assis (Psicóloga)

99125 9944 Daiane Sales (Psicóloga)

98102 6397 Kézia (Terapeuta Ocupacional)

366 visualizações
AMAZOOM
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

O Amazoom é uma rede de comunicação, pesquisa e promoção da cultura localizado no estado de Roraima

www.redeamazoom.org orgulhosamente criado por Bryan Chrsytian Araújo. 2017