• Rafaela André

Encerramento da Semana da Consciência Negra tem roda de capoeira e lançamento de campanha

Atualizado: 25 de nov.

Evento de encerramento contou com a realização de uma roda de capoeira, na Praça da Cultura, Centro de Boa Vista.


O encerramento da Semana da Consciência Negra em Roraima, que iniciou no dia 17 e seguiu até 20 de novembro - Dia da Consciência Negra, contou com a realização de uma roda de capoeira, na Praça da Cultura, Centro de Boa Vista. O evento foi uma iniciativa do Governo de Roraima, por meio da Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social, em parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo, a OAB/RR, Instituto Biriba, Fé e Alegria, Federação Roraimense de Capoeira, Movimento Negro Unificado.


A roda de capoeira foi realizada pelo Grupo Capoeira Angola Guerreiro de Palmares, sob coordenação estadual do Mestre Ongira. “Há cerca de 17 anos, juntamente com os demais capoeiristas do estado de Roraima, nós realizamos uma grande roda de capoeira aqui na Praça da Cultura, em homenagem ao aniversario de morte do grande líder negro Zumbi dos Palmares, que lutou pela liberdade de seu povo sendo hoje símbolo de luta e resistência da população negro em todo pais” disse Mestre Ongira.


"Nós realizamos uma grande roda de capoeira aqui na Praça da Cultura, em homenagem ao aniversario de morte do grande líder negro Zumbi dos Palmares, que lutou pela liberdade de seu povo sendo hoje símbolo de luta e resistência" - Mestre Ongira.

O evento composto pela participação de outros grupos roraimenses de capoeira e visa a valorização e o fortalecimento da cultura e das tradições afro brasileiras, por meio de palestras que abordam temáticas como racismo , discriminação, preconceito e outros fatores enfrentados pela população negra.


A semana também foi composta de várias programações, como a abertura Sede da Ordem dos Advogados do Brasil - OAB/RR, com palestras e as apresentações do Grupo Cultural "Nganga Nzila", Grupo Capoeira Angola Guerreiro de Palmares/RR e da cantora e compositora Euterpe. Uma oficina de roda de capoeira e movimento também foi ministrada no projeto Fé e Alegria, que atende crianças em situação de vulnerabilidade, na Igreja Consolata, bairro São Vicente.


O evento foi realizado em alusão ao 20 de novembro, data destinada ao Dia da Consciência Negra, instituído pela Lei nº 12.519 de 10 de novembro de 2011. A instituição da data ocorreu pela renúncia ao 13 de Maio - Dia da Abolição da Escravatura, pela ausência de condições de subsistência aos negros diante da libertação e de políticas públicas que garantissem direitos.


Violência Contra a Mulher


O encerramento da Semana da Consciência Negra em Roraima, coincidiu com o lançamento da campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher, no dia 20 de novembro. A Coordenação Estadual de Políticas Públicas para as Mulheres realizou a abertura das ações em prol da causa no Parque Anauá.


A meta do evento é levar para a sociedade informações sobre a violência e todos os tipos existentes e a promoção de iniciativas de enfrentamento. A Coordenadora Estadual de Políticas Públicas para as Mulheres, Graça Policarpo, fala sobre a importância de trabalhar a temática, ao afirmar que “precisamos falar sobre a violência contra a mulher, conhecer as causas e o impacto que esse tipo de violência leva de negativo para as mulheres, crianças, idosos e pessoas com deficiência. É um momento para reforçar a sociedade sobre a importância da defesa e garantia dos direitos humanos para as mulheres” pontuou Graça.


A Coordenadora da Política de Promoção da Igualdade Racial, Rafaela André, foi convidada para participar do evento. Para ela, a união das duas políticas é muito importante, devido à violência sofrida por mulheres negras. “É um prazer poder participar da abertura dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher. Principalmente, considerando os índices que demonstram que as mulheres pretas são as maiores vítimas da violência. A convergência das agendas, sendo o encerramento da Semana da Consciência Negra com o lançamento da campanha contra à violência, reforça a continuidade da nossa luta por direitos e justiça”. A programação segue até o dia 18 de dezembro.


18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo