Assembleia discute desenvolvimento de povos indígenas com cerca de 800 lideranças em Roraima

Atualizado: 14 de mai.

VII Assembleia Estadual da Juventude de Roraima segue até 15 de maio

Fotografia: Conselho Indígena de Roraima

Inicia nessa sexta-feira (12) no Centro Regional Lago Caracaranã, na Terra Indígena Raposa Serra do Sol, a “VII Assembleia Estadual da Juventude de Roraima” para discutir pautas pertinentes às comunidades de diversas etnias com a participação de cerca de 800 lideranças. O cronograma segue até 15 de maio.


As pautas em questão serão política do malocão, desenvolvimento, sustentabilidade, empreendedorismo, saúde mental, eleição para a nomeação da nova Coordenação Estadual da Juventude, além de organização de atos contra o garimpo ilegal prestando apoio aos povos indígenas da Terra Indígena Yanomami.


Entre as lideranças estão representantes dos povos indígenas Macuxi, Wapichana, Sapará, Taurepang, Warao, Kokoma, Saterêmawe, Baniwa, Kanbeba e Baré, contando também com a participação majoritária de jovens das Regiões Tabaio, Alto Caumé, Murupu, Serra da Lua, Amajari e São Marcos.


Participam também da assembleia a Deputada Joênia Wapichana, a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB), a Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (FOIRN), Conselho Indigenista Missionário (CIMI), a Hutukara (Associação Yanomami), o Instituto Socioambiental, o Instituto Federal de Roraima (IFRR), o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e o Levante Popular da Juventude.


A VII Assembleia Estadual da Juventude de Roraima está sendo organizada pelo Conselho Indígena de Roraima (CIR) através do Núcleo da Juventude Indígena, com apoio do Projeto Bem Viver, Instituto Clima e Sociedade e da Baixada Real da Noruega. Os representantes da Coordenação Executiva Edinho Batista (Coordenador Geral), Maria Betânia (Secretária de Mulheres) e Enock Taurepang (Vice Coordenador) estarão participando da assembleia.


É esperada a presença das lideranças tracionais Jacir Souza um dos símbolos da luta pela demarcação da T.I Raposa Serra do Sol, Clóvis Ambrósio liderança com referência de luta pela saúde diferenciada indígena, Enilton André Coordenador dos professores indígenas de Roraima, Cacique Kretã Kaingang e a Pajé Mariana curandeira, parteira, preservadora da língua e da cultura Macuxi.


Por: Ellie Makuxi

Fonte: Conselho Indígena de Roraima (CIR)



20 visualizações0 comentário