• Rede Amazoom

ArboControl Acre lança áudios para WhatsApp sobre dengue, zika e chikungunya

Os materiais fazem parte das ações com representantes da comunidade de Rio Branco


Fonte: Divulgação

A equipe ArboControl Acre disponibiliza, a partir desta quinta-feira (04.11), um conjunto de materiais para WhatsApp sobre os perigos e cuidados no combate à dengue, zica vírus e chikungunya.


Denominada ZapControl, a ação conta com 10 áudios que abordam temáticas, como: a diferença entre as doenças causadas pelo Aedes Aegypti, o que fazer para combater o mosquito, além de informações sobre como a população pode denunciar espaços que sejam focos das arboviroses.


Os áudios, conforme explica o coordenador da equipe ArboControl Acre, professor Francisco Aquinei Timóteo Queirós, contam com duração de até 1 minuto e integram as ações que têm sido elaboradas pelos integrantes do projeto, a partir de entrevistas e coleta de dados.



“Por meio das entrevistas com representantes da comunidade foi possível perceber a relevância que o WhatsApp tem no processo de comunicação diário. A partir disso, começamos a pensar como poderíamos levar informação sobre as arboviroses, de forma que esse aplicativo pudesse ser utilizado. Foi quando estruturamos o ZapControl, a partir de questões simples e cotidianas sobre as doenças causadas pelo Aedes Aegypti”, explicou Aquinei Timotéo.


Cards

O coordenador do projeto no Acre destaca que para complementar os áudios, a equipe também elaborou 10 cards que simulam conversas de WhatsApp entre duas vizinhas da cidade Rio Branco.


“Utilizando uma linguagem próxima à da internet, gírias locais e abreviações, pretendemos chamar atenção do público que irá receber os áudios. A ideia é fazer com que as pessoas, ao lerem os cards, se interessem ainda mais em ouvir as informações, como também as compartilhem com amigos, familiares e vizinhos”, reforçou o professor.



A equipe ArboControl Acre é formada ainda pelos estudantes da Universidade Federal do Acre (UFAC), Renato Menezes, discente do curso de Jornalismo, e Lisânia Ghisi, doutoranda do curso de Letras: Linguagem e Identidade.


Fonte: Arbocontrol Acre

30 visualizações0 comentário