Ser mulher no contexto de crise: Final

A auto descoberta também é um dos desafios enfrentados pela mulher imigrante. Descobrir-se estrangeira, desempregada e vulnerável, na maioria das vezes, coloca essas mulheres em posições solitárias, no momento que decidem (ou são forçadas) a recomeçar uma vida em outro país e, em especial, um país cheio de desigualdades e problemas sociais como o Brasil. Na maioria das vezes sozinhas em uma nova realidade, essas mulheres sofrem múltiplas discriminações: pela cor, idade, origem ou pelo simples fato de serem mulheres. A força de Alba e Ysenia e de muitas outras é demonstrada quando, ainda assim, elas conquistam a independência e a autonomia que lhes foi negada. A Organização Internacional para as Migrações (OIM) aponta que, em todo o mundo, o número de mulheres que se deslocam de sua terra natal procurando melhores condições de vida, na condição de provedoras principais do núcleo familiar, aumenta exponencialmente. As dificuldades comuns à vida dessas mulheres ajudaram a forjar seu profissionalismo e dedicação. Sejam elas donas de casa, babás, cozinheiras, domésticas ou empreendedoras, elas enfrentam todo tipo de intempérie para firmar seu lugar na sociedade. A situação dos venezuelanos que cruzam a fronteira com o Brasil traduz, em parte, a dúbia relação do governo brasileiro com os imigrantes. Segundo a Agência da ONU para Refugiados - Acnur, desde 2015, mais de 85 mil venezuelanos procuraram a Polícia Federal para solicitar refúgio ou residência no Brasil; em média, entre 150 e 200 imigrantes passam pelo Centro de Recepção e Registro em Pacaraima, na fronteira do Brasil com a Venezuela, 46% desse total, são mulheres, em sua maioria, sozinhas ou com seus filhos. Apesar de diferentes trajetórias e dos obstáculos enfrentados diariamente, essas mulheres compartilham do mesmo sentimento: a gratidão. Gratidão pelas pessoas que lhes estenderam a mão em seus momentos de maior vulnerabilidade. Elas são exemplo da resiliência e resistência necessária para ser mulher em uma situação tão delicada como a de uma crise humanitária.

AMAZOOM
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

O Amazoom é uma rede de comunicação, pesquisa e promoção da cultura localizado no estado de Roraima

www.redeamazoom.org orgulhosamente criado por Bryan Chrsytian Araújo. 2017