INSIKIRAN/UFRR formam a primeira Turma de Gestores indígenas em saúde coletiva

March 13, 2018

“Nós viemos para somar com a saúde indígena”

(Foto: Ariene Lima) 

Alunos da primeira turma de gestão de saúde indígena da ufrr

 

Na noite desta quarta-feira, 07, de março a Universidade Federal de Roraima por meio do Instituto INSIKIRAN formou a primeira turma de gestão em saúde coletiva indígena do Brasil, A única no seu seguimento a ser específico e diferenciado, como forma de resistência e luta dos povos indígenas. A noite foi marcada por muita emoção por parte daqueles que com muita coragem fecharam a primeira turma de gestores em saúde indígena.

 

“Nós viemos para somar com a saúde indígena do nosso Estado”.

 

A recém-graduada Lucirene Barbosa fala da importância da academia no contexto indígena:

“Nós somos muito agraciados por este momento, somos a primeira turma de gestores indígenas do Brasil, é uma vitória alcançada, já existe em outras Universidades o curso de gestão, porém não com a especificidade na saúde indígena e principalmente sermos nós os protagonistas dessa conquista”.

 

Saúde indígena

 

A assistência de saúde em atenção aos povos indígenas a partir de 1999 tornou-se uma política de Estado com dotação orçamentária no Governo Federal e, diretrizes específicas como um subsistema no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Atualmente No estado de Roraima funcionam dois distritos o DSEI Yanomami e Ye’kuana e o DSEI Leste de Roraima.

 

Criação do Curso em gestão e Saúde coletiva indígena na UFRR.

 

O curso de bacharelado em gestão em saúde coletiva foi implantado em 2012 vinculado ao Instituto INSIKIRAN Formação Superior Indígena da UFRR, com ingresso de 40 alunos, o espaço foi criado depois de uma demanda vinda dos movimentos indígenas com ênfase na saúde, onde tendo em vista a deficiência que a mesma apresentava diante de tantos desafios enfrentados nos Distritos. O curso visa formar profissionais na atuação e ampliar a participação profissional dessa população no âmbito do subsistema de saúde indígena e nos diversos níveis de complexidade do SUS, além de levar em consideração a valorização dos saberes indígenas nos seus processos pedagógicos.

 

Da colação de grau

 

(Foto: Ariene Lima) 

Alunos da primeira turma de gestão de saúde indígena da ufrr

 

Formaram na primeira turma de gestão em saúde coletiva indígena 13 gestores, sendo 12 Mulheres e 1 homem, dos povos indígenas Macuxi e Wapichana, das regiões Raposa, Serra da lua, Tabaio, São Marcos e Murupú. 

 

(Foto: Ariene Lima) 

Alunos da primeira turma de gestão de saúde indígena da ufrr

 

Um marco único no contexto atual em que vive o país, pois os direitos dos povos indígenas sofrem grandes retrocessos com a atual conjuntura política, todavia esta é uma forma de resistência indígena é uma ocasião de celebração e a visibilidade ao mundo de que estamos vivos e buscamos melhorias para o nosso povo. E Somos protagonistas da nossa própria história.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

www.redeamazoom.org orgulhosamente criado por Bryan Chrystian. 2017