Rappers roraimenses lançam videoclipe no YouTube

Atualizado: Mar 19

Por: Júlio Sansão e Luisa Stela


O grupo de rap roraimense Bodhisattva lançou no YouTube o videoclipe da música “Merimeri Flow” na sexta-feira (19). A produção foi realizada de forma independente e a música já está disponível nas plataformas digitais.


Capa do single Merimeri Flow

Em 2020, foi criado o selo musical independente Bodhisattva que busca potencializar as suas produções autorais através da colaboração de seus integrantes e fomentar a cena local na produção de projetos artísticos. A ideia da criação do selo veio do rapper, produtor musical e beatmaker Golb. Junto com CAE, Clouds e Cakiioo o grupo chegou na cena com a proposta de inovar na elaboração de projetos artísticos, tanto em produções fonográficas quanto audiovisuais.


Os trabalhos do selo se diferenciam na cena local devido ao cuidado destinado às suas composições na busca de oferecer uma experiência singular. Suas músicas possuem diversas referências e o processo de produção é realizado de forma colaborativa, potencializando as habilidades de cada artista. A parte audiovisual de suas produções é feita por CAE, enquanto Golb e Cakiioo são responsáveis pela produção musical. E o Clouds contribui com suas composições e ideias diferentes.


Confira mais informações contidas na letra:



Em entrevista, os artistas relataram como foi o processo de produção do videoclipe, os bastidores e os contratempos na execução do projeto.


“Eu sabia que desde o começo a gente não teria os melhores equipamentos, a gente não ia ter as melhores condições para gravar, ia ser um bagulho ‘vamo fazer com o que a gente tem’, e a ideia era: a gente vai tentar trapacear tudo isso na edição”, disse CAE a respeito da concepção do videoclipe.

A estética do vídeo é resultado da incorporação dessas limitações técnicas com o intuito de aparentar ser uma produção caseira propositalmente. A principal referência estética utilizada foi o clipe dos artistas Asap Rocky e Tyler The Creator: Potato Salad.



Durante as gravações surgiram diversos contratempos, mas os artistas conseguiram contorná-las criativamente e trabalharam o conceito em cima das limitações encontradas. Na elaboração do projeto diversas ideias foram planejadas, mas devido a chuva ou problemas técnicos, tiveram que ser alteradas.


“Muitas das coisas que a gente roteirizou não foram usadas, e muita coisa surgiu do improviso. Surgiu de um elemento que tinha. De um lugar que a gente viu”, relatou Clouds sobre as dificuldades encontradas durante as gravações.

O resultado final desse trabalho é um videoclipe consistente e que demonstra a qualidade das produções regionais.




Cenário do rap local


Quando se fala em música regional, é comum os roraimenses pensarem sempre nos mesmos artistas. Mas o cenário musical de Roraima é bastante diverso e os trabalhos lançados apresentam uma qualidade cada vez maior. E um dos movimentos que mais cresce é o do rap, que já foi associado à criminalidade, mas atualmente é reconhecido como um estilo que associa sentimentos em forma de música.


No estado de Roraima, os pioneiros nesta cultura são os integrantes da Gang do Rap (GDR). O primeiro grupo de rap do estado a lançar um CD e um videoclipe. A chegada da GDR ajudou a fortalecer e ampliar a cena de artistas locais deste segmento e aos poucos surgiram outros grupos e artistas procurando espalhar a cultura do hip hop.


“Eu tenho orgulho de ser o pioneiro dessa cultura que hoje nos dá muita alegria”, disse Mc Frank, que foi o criador do grupo e está inserido na cena local há 16 anos. "Dezesseis anos de muita história, muita luta, muita música e muito rap!”.

A comunidade do rap roraimense sempre organizou eventos, como a batalha de mc’s, de forma independente, buscando patrocinadores e realizando-os em locais públicos para dar oportunidade aos artistas locais de se apresentarem. O rapper Mc Frank conta que não há incentivos por parte do poder público para a realização destes eventos.


“Nós somos uma cultura muito carente nessa parte de atenção do estado, mas nem por isso a gente desacredita”, disse. “O cenário da música roraimense é rico. Se o estado abraçasse a causa da cultura da música local, sairiam muitas pessoas daqui para nos representar em rede nacional”.

Devido a essa falta de apoio, a comunidade precisa se ajudar na realização dos eventos e isso contribui para o fomento da cena pelos próprios artistas que a compõem, as vezes gerando novos trabalhos colaborativos.


A cena do rap roraimense conta com uma grande diversidade de artistas e estilos. Confira alguns nomes deste cenário:



Considerando a importância da colaboração da comunidade para fortalecer o movimento do rap da região, você também pode contribuir para a thread no twitter como um espaço de divulgação dos artistas desse cenário: