• Rede Amazoom

Nota de pesar pelo falecimento do artista indígena Jaider Esbel

Atualizado: Nov 4


Fonte: Reprodução/Instagram/Jaider Esbel

A coordenação do Rede Amazoom, em nome dos docentes, pesquisadores e discentes que integram o grupo, manifesta seu profundo pesar pela morte do artista, escritor e produtor cultural Jaider Esbel, do povo Macuxi, nesta terça-feira (2).


A morte do artista deixou a todos consternados. Assim, nesse momento de dor, tanto para seus amigos e familiares, quanto para a comunidade artística, além de lamentar sua perda, não será suficiente lhe render homenagens pelo relevante trabalho que ele realizou.


Jaider Esbel nasceu em Normandia, região Norte de Roraima, e até os 18 anos viveu onde hoje é a Terra Indígena Raposa Serra do Sol. Desde 2010 o artista tem circulado por diversas exposições no país e no exterior.


Em 2013 ele organizou o I Encontro de Todos os Povos. Desde então, Jaider assumiu protagonismo para consolidar a arte indígena no país. Em 2016 ele ganhou o Prêmio Pipa categoria online. Já em 2020 ele participou da mostra coletiva de arte indígena na Pinacoteca do Estado de São Paulo.


Este ano Jaider Foi curador de sua própria exposição individual na Galeria Millan em São Paulo. Além disso, ele foi também artista convidado da 34ª Bienal de São Paulo e curador do projeto Moquém_Surarî, exposição de arte indígena que esteve em cartaz no Museu de Arte Moderna de São Paulo.


O Rede Amazoom espera que Jaider Esbel seja lembrado como o grande artista que foi, e que seu legado permaneça vivo na história como alguém que se dedicou à conquista e construção de um espaço voltado à arte indígena.

597 visualizações0 comentário