• Yohanna Emmelly

Coordenadora do departamento ambiental do CIR recebe prêmio que reconhece mulheres de destaque

Sineia do Vale, do povo Wapichana, atua no Conselho Indígena de Roraima (CIR) e representa povos indígenas em discussões sobre mudanças climáticas

Fotos: @silvaneysson / rede Wakywai

A coordenadora do Departamento de Gestão Territorial e Ambiente (DGTA) do Conselho Indígena de Roraima (CIR), Sineia do Vale, recebeu nesta terça-feira (26) em Boa Vista (RR) o prêmio Mulheres Brasileiras que Fazem a Diferença de 2022. Concedido pela Embaixada e Consulados dos EUA, o prêmio reconhece mulheres de destaque em todo o Brasil.

Líder indígena, Sineia que é do povo Wapichana, coordena o Departamento de Gestão Territorial e Ambiental do CIR (DGTA/CIR) desde 2008. Ela tem representado os povos indígenas brasileiros em discussões nacionais e internacionais sobre adaptação e enfrentamento às mudanças climáticas, além de atuar no desenvolvimento de Planos de Gestal Territorial e Ambiental das terras indígenas.


“Fico muito agradecido por esse reconhecimento, porque é muito bom quando a gente faz ações que mudam a qualidade de vida das pessoas, que ajudam o povo na conquista e na garantia de direitos”, disse Sineia. “Para mim é um momento ímpar ao longo de mais de 20 anos de trabalho no CIR. Faz diferença e iremos continuar”.

No ano passado, Sineia discursou na Cúpula de Líderes sobre o Clima, organizada pelos EUA, a convite do presidente norte-americano Joe Biden. Sua fala levou ao encontro de líderes globais, a experiência das comunidades indígenas no enfrentamento ao aquecimento global, já que o CIR atua aferindo como as mudanças climáticas afetam a caça, a pesca e a vida social e cultural dos povos tradicionais em Roraima.



Fonte: CIR Conselho Regional de Roraima

23 visualizações0 comentário