• Bárbara Silva

FÁBIO 50 – “Ficamos à frente de um senador que estava há dois anos em campanha”

Atualizado: 12 de Dez de 2018

Por Sol Moraes, Bárbara Silva, Felipe Lopes e Fernanda Mesquita

Foto – Erick Linhares

O primeiro turno das eleições 2018 ocorreu no último dia 07 de outubro em todo o Brasil. A população foi às urnas para exercer o seu direito de democracia e escolhos deputados federais e estaduais, dois senadores, governadores e presidente. Em Roraima a decisão dos últimos dois cargos foi para segundo turno, que ocorrerá no dia 28 deste mês. Antônio Denarium (PSL) e José de Anchieta (PSDB) estão na corrida para chegar ao Palácio do Governo.


Mas fora esses dois, como ficou a colocação dos demais candidatos? Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o resultado final com 100% das urnas apuradas ficou:

A equipe do Amazoom acompanhou o progresso e desenvolvimento da candidatura de Fabio Almeida do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) durante o primeiro turno. No resultado final, o candidato ocupou o quarto lugar para o cargo de governador, ultrapassando o senador Telmario Mota, do PTB, ativo no cenário político do Estado há mais tempo.


Em um bate papo com a Rede Amazoom, Fábio compartilhou a avaliação sobre sua primeira campanha e introdução ao meio político.


Rede Amazoom: Qual seu ponto de vista sobre os resultados do primeiro turno?


Fabio: Primeiro o resultado foi ótimo. Pautamos o debate político, defendemos nossas ideias sem escondermos quem somos. A colocação foi maravilhosa, ficamos à frente de um senador que estava há dois anos em campanha.


Rede Amazoom: Verificarmos na apuração que você ultrapassou o candidato Telmário Mota. Como se sente com esse resultado?


Fabio: Isso foi fruto de muito trabalho e principalmente do debate da TV Roraima e da sabatina da UFRR (Universidade Federal de Roraima). Não posso esquecer também do papel das emissoras de rádio que abriram espaços significativos para que pudéssemos falar com a sociedade. Mesmo tendo apenas 15 segundos de programa eleitoral, os espaços citados acima contribuíram e muito para a votação. Além do desejo de inovar que a população vive no momento.


Rede Amazoom: Quais os pontos positivos e negativos que você levanta sobre a sua campanha?


Fabio: Acredito que os pontos positivos foram: poder andar no Estado, o que não fazia há 5 anos; reorganizar um núcleo de esquerda em Roraima; debater problemas concretos da sociedade, principalmente a geração de emprego e a educação; reencontrar amigos. Esses são os principais pontos positivos. Os pontos negativos: incapacidade de organizar uma equipe de trabalho por conta do pouco recurso financeiro; e principalmente não ter ido ao segundo turno.


Rede Amazoom: E nesse segundo turno? Vai apoiar algum dos dois candidatos? Se sim, o que motivou a escolha?


Fabio: Não apoiarei nenhum candidato, pois a posição dos partidos em relação a PEC do teto de gastos e a reforma trabalhista me impedem de formar alianças; o programa dos partidos não coadunam com nosso programa, principalmente no tocante a militarização do ensino público; terceiro a política de alianças dos partidos é extremamente complicadas, principalmente a do PSL que possui uma aliança teológica e anti- Indígena. Diante da conjuntura nacional gostaria que o PSDB ganhasse teríamos ao menos um contraponto político diante do governo do PSL nacionalmente.


O candidato também compartilhou o resultado em suas redes sociais.


21 visualizações
AMAZOOM
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

O Amazoom é uma rede de comunicação, pesquisa e promoção da cultura localizado no estado de Roraima

www.redeamazoom.org orgulhosamente criado por Bryan Chrsytian Araújo. 2017