• Bárbara Silva

ELEIÇÕES 2018 - Como vai ser o natal em família?

Atualizado: 12 de Dez de 2018

Por Bárbara Silva


Quem não reparou que as redes sociais começaram a serem pintadas pelas cores vermelho, verde e amarelo durante as eleições 2018 para presidente do Brasil? Basicamente as pessoas estavam divididas nesses dois grupos políticos e as timelines ficaram cheias de posts sobre o assunto, memes e xingamento. A verdade é que ninguém dizia porque o candidato A era melhor, ou porque o B nunca poderia chegar a ser presidente.


E pra quem pensou que essas bagunças ficariam somente nas redes sociais, se enganou. O assunto nas rodinhas era a “Petelhada” e os “Bolsominios”, no almoço em família e na sala de aula também.


As propostas dos candidatos? Ah!! Pra quê? “Meu pai me disse que esse candidato não serve pro país porque ele não gosta de cortar cabelo. E disse mais, ele não gosta de chocolate. Quem não gosta de chocolate? Eu não confio nessa pessoa.” Os argumentos estavam nesse nível e ninguém realmente se preocupava com o futuro do país.


Particularmente eu detesto o assunto política, mas o bom senso sempre caí bem na hora de escolher a pessoa que vai representar o seu país. Porque não procurar as propostas, questionar os motivos pelos quais tal candidato tem uma postura ou ainda mais, analisar os anos passados e vê se está tudo bem esse cenário ou se uma revolução é necessária?


Pra exercer o nosso dever (e direito) de voto, devemos usar a cabeça e não só os dedos pra apertar os números. Tudo bem não gostar de política, mas não é admissível não conhecer candidato A ou B.


Não quer pesquisar sobre como chegaram até o patamar atual, a vida deles, a carreira política, porque é chato e você não entende metade do que está dizendo nos sites? Assista pelo menos os debates nas emissoras de tv. Talvez você não entenda quase nada também, mas algo vai guardar. Nem que seja a boa postura do candidato, que é imprescindível pra um presidente, ou a ausência do mesmo. Se assistir, você fica por dentro até dos memes que vão surgir na internet, vai poder rir sabendo que entendeu a piada.


Não gostar de política, de debater sobre. Tá tudo bem. Mas também não seja alienado e não se permita ser massa de manobra. Conheça os candidatos pelo menos pelo nome, saiba de onde vem e o que fez, por que quer ser presidente e para onde quer levar o país. Provavelmente essa última questão vai influenciar bastante na sua vida.


No mínimo, você pode se divertir com as respostas e, no máximo, fazer uma ótima escolha pra te representar no topo da pirâmide brasileira. Pense nisso pra próxima eleição. A votação desse ano terminou com Jair Bolsonaro se tornando o presidente do Brasil.


Foram chutes e pontapés. O Ciberespaço virou um verdadeiro ringue de luta livre, todos brigando pelo seu “certo” e apontado o “errado” no amiguinho. Depois de tudo isso: dos bloqueios de certos “amigos” nas redes sociais, discussões com a família por causa de política, reprovar porque não concordava com o candidato que o professor apoiava. Como será que vai ser o natal?

8 visualizações
AMAZOOM
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

O Amazoom é uma rede de comunicação, pesquisa e promoção da cultura localizado no estado de Roraima

www.redeamazoom.org orgulhosamente criado por Bryan Chrsytian Araújo. 2017