• Rede Amazoom

Covid-19 em pauta: RR recebe mais de 13 mil doses de vacinas e anuncia ampliação do público-alvo

Atualizado: Jul 16

Fonte: Governo de Roraima

O Estado de Roraima recebeu do Governo Federal uma nova remessa com 13.750 doses de vacinas AstraZeneca, da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). O lote de imunizantes enviado pelo MS (Ministério da Saúde) chegou no início da tarde desta segunda-feira, 3, no Aeroporto Internacional de Boa Vista Atlas Brasil Cantanhede.


Com a chegada dos imunobiológicos, será possível ampliar a campanha de vacinação contra a covid-19 e alcançar também o público de pessoas com comorbidades de forma gradativa.


No primeiro momento, conforme a Secretaria de Saúde (Sesau), serão imunizados os seguintes grupos de comorbidades:

  • Pessoas com síndrome de Down de 18 a 59 anos;

  • Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise), de 18 a 59 anos;

  • Gestantes e puérperas com comorbidades, de 18 a 59 anos;

  • Pessoas com comorbidades de 55 a 59 anos;

  • Pessoas com deficiência permanente, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada, de 55 a 59 anos.


Com a chegada da nova remessa nesta segunda-feira, Roraima agora soma 195.310 doses recebidas do Governo Federal. Até o momento, já foram distribuídas 155.561 doses, mais de 79% do total entregue pelo MS. Em Roraima, foram aplicadas até agora 111.532 doses, ou seja, 61% do total recebido, sendo 66.905 primeira dose e 44.627 da segunda dose.


De acordo com a coordenadora geral de Vigilância em Saúde, Valdirene Oliveira, a ampliação da campanha para o público de comorbidades deve ocorrer em duas fases, de forma proporcional ao quantitativo de doses recebidas do Ministério da Saúde.


"É importante reforçar que as pessoas estejam atentas ao comunicado de cada coordenação municipal, uma vez que a vacinação ocorrerá de forma escalonada”, detalhou.


Para o secretário de Saúde, Airton Cascavel, empossado nesta segunda-feira, a chegada de mais vacinas representa o compromisso do Governo Federal de manter a atenção com o Estado de Roraima.


“Já temos um contato próximo com o Ministério da Saúde e o nosso objetivo é reforçar esse contato para continuar vencendo os desafios que a pandemia tem provocado. Com essa nova remessa de vacinas, poderemos ampliar o público-alvo e, com isso, atender as pessoas que estão no grupo de comorbidades, considerados vulneráveis e que precisam de uma atenção especial nesse momento. O nosso objetivo será iniciar a vacinação dessas pessoas o mais rápido possível, uma vez que as vacinas começarão a ser distribuídas aos municípios já a partir de amanhã [terça-feira, 4]”, esclareceu o secretário.



Segunda fase de pessoas a serem vacinadas


Na segunda fase, o público compreende pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente cadastradas no BPC, gestantes e puérperas independentemente de condições pré-existentes.


Para essa fase, a imunização será feita na seguinte ordem de faixa etária: 50 a 54 anos, 45 a 49 anos, 40 a 44 anos, 30 a 39 anos e 18 a 29 anos, e o quantitativo de doses disponíveis também será levado em consideração.


A coordenadora ressaltou que estava prevista a chegada também do primeiro lote de 1.170 doses de vacinas do laboratório Pfizer/BioNTech, mas houve uma mudança pelo MS e os imunizantes estão sendo aguardados.


“Continuaremos no aguardo do próximo informe técnico do Ministério da Saúde sobre o envio de mais vacinas para o Estado. A expectativa é que até o final desta semana recebamos novas remessas e, com isso, possamos ampliar ainda mais a cobertura vacinal. Vamos juntos seguir o planejamento e vacinando o maior número de pessoas”, enfatizou o governador Antonio Denarium.



23 visualizações0 comentário