• Bryan Chrystian

Compós publica nota de solidariedade ao PPGCOM e Dário Kopenawa, vítimas de ataques bolsonaristas

Aula pública do PPGCOM ministrada por líder indígena foi invadida por grupo de extrema-direita

Fonte: Divulgação

A diretoria da Compós publicou, nessa sexta-feira (1º), nota para manifestar solidariedade ao vice-presidente da Hutukara Associação Yanomami, Dário Kopenawa, e aos docentes e discentes do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Roraima (PPGCOM-UFRR), que foram vítimas de ataques bolsonaristas.


Além disso, a nota repudia os ataques à liberdade de cátedra e de pesquisa, bem como aos programas de pós-graduação e às instituições universitárias.


Por último, a Compós cobra uma ação das autoridades competentes para que identifiquem os ataques e para que os responsáveis sejam punidos.


Ataques


A aula pública sobre Movimento dos Povos Indígenas, ministrada por Dário Kopenawa, nessa quinta-feira (30), precisou ser interrompida após ser invadida por um grupo bolsonarista que publicou vídeos e mensagens ofensivas contra os participantes.


Conforme o professor da disciplina e coordenador do Rede Amazoom, Prof. Dr. Vilso Santi, cerca de 30 pessoas estavam assistindo à aula ao vivo transmitida pela plataforma Google Meet, quando aconteceu o caso.


Por volta das 9h45, horário local, seis perfis, identificados como Gabriel Imperador, Pedro Henrique, João, Flavio de Assis Santos, Caio Rodrigues e Isabella Rossi entraram na sala virtual. Na sequência, eles passaram a postar comentários ofensivos e com palavras obscenas no chat da aula pública.


Em seguida, interrompendo a fala de Dário Kopenawa, eles passaram a transmitir áudios e vídeos com músicas agresivas ofendendo mulheres, pessoas de esquerda e afirmando que "Pra votar Bolsonaro minha mão já está tremendo".


Após o fim do encontro, Vilso Santi registrou um boletim de ocorrência sobre o caso na Polícia Federal (PF) e encaminhou um dossiê sobre a invasão à coordenação do PPGCOM e reitoria da UFRR.


Confira a íntegra da nota no texto abaixo.


A Diretoria da COMPÓS se solidariza com o professor Vilso Santi, com o vice-presidente da Hutukara Associação Yanomami, Dário Kopenawa, com os demais docentes e discentes do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Roraima, vítimas que foram de ataque de grupo de extrema-direita que invadiu a aula pública sobre Movimento dos Povos Indígenas nessa quinta-feira, dia 30 de setembro.
Da mesma forma, a COMPÓS repudia veementemente todo e qualquer ataque à liberdade de cátedra e de pesquisa, à pós-graduação e à Universidade e cobra uma rápida ação das autoridades competentes para que identifiquem e punam os responsáveis.

28 visualizações0 comentário