• Elane Oliveira

CFC: Confira o terceiro episódio do PODZOOM

Atualizado: 11 de nov.

O podcast é uma produção dos alunos do Ciclo de Formação Complementar, promovido pelo Amazoom em parceria com o projeto Enraizado na Confiança da Internews.


Por: Daniela Batista

Foi publicado nesta quinta-feira (20) o quarto episódio do PODZOOM, produzido pelos alunos da Universidade Federal de Roraima, participantes do Ciclo de Formação Complementar (CFC) Amazoom / Internews.

O tema da quarta oficina do CFC foi ''Rumores no Jornalismo: Curadoria de conteúdo, Checagem e Respostas possíveis''.




Se é Fake não é News


O podcast detalha os assuntos debatidos durante a formação, ministrada pelo facilitador Professor Vilso Junior Santi que nos adiantou: "A metodologia usada no evento permitiu não só discutir teoricamente os conceitos que estão envolvidos na produção de desinformação. Propomos um exercício de produção para os grupos – um exercício de produção, dessa vez, de Notícia Falsa. Ele serviu para entendermos a lógica de funcionamento da produção de desinformação".


Ainda conforme o professor, depois se trabalhou com uma metodologia de análise, para entender como se "desmonta" essas notícias falsas. Para, na sequência, "oferecer uma outra versão mais próxima da realidade ao público”.

"A metodologia usada no evento permitiu não só discutir teoricamente os conceitos que estão envolvidos na produção de desinformação. Propomos um exercício de produção para os grupos – um exercício de produção, dessa vez, de Notícia Falsa. Ele serviu para entendermos a lógica de funcionamento da produção de desinformação" - Vilso Santi.

O evento contou com a participação da equipe da Internews, que relatou as suas experiências sobre os rumores, checagem e respostas possíveis à pandemia de desinformação que vivenciamos.


Brian Araújo, mentor de mídia da Internews, nos conta como foi acompanhar a dinâmica da oficina: “Em setembro a equipe do projeto Enrealizado na Confiança esteve presente em Roraima, que é um dos estados bases do projeto. Conseguimos acompanhar uma das oficinas realizadas pelo Amazoom, que tem sido um dos nossos grandes parceiros. Para a equipe foi um momento único. Nos ajudou a conhecer a realidade de cada estudante e saber como eles têm crescido com as ações do Projeto. A equipe espera manter esse contato, aprender mais para o desenvolvimento das novas ações e, também, contribuir no desenvolvimento e formação efetiva desses futuros jornalistas”.


Melissa Lima, que estava participando pela segunda vez das oficinas do Ciclo de Formação, falou como é importante entender como ocorre a checagem da desinformação e dos rumores presentes nas mais diferentes práticas comunicacionais.

“O que se passou na oficina foi de extrema importância para mim como pessoa e como jornalista em formação. Pude entender o esquema por trás das notícias falsas; ter acesso à sua lógica; ver como é difícil, mas como a gente pode combater; ver quais são as notícias de rumores atualmente; e, como eles são criados. Também pude produzir uma notícia falsa. Isso dá um pouquinho de experiência para gente. Pois, para entender, é preciso se colocar no lugar. Eu achei bastante interessante! Foi muito bacana! É um tema bastante atual e muito necessário” - Melissa Lima.

Yohanna Menezes, que participa das oficinas desde a primeira seção do Ciclo de Formação, frisou a importância desse tipo de evento para os novos jornalistas que estão entrando no mercado de trabalho e como foi conhecer a equipe da Internews.


“Como jornalista em formação eu acho super válido a gente ter oficinas que tratem desse tipo de assunto, como a checagem de informações, tratamento de rumores etc. Principalmente na era atual em que avivemos. Esse tipo de rumor é disseminado rapidamente, principalmente pela potencialização da internet e das mídias sociais. Entender como esses rumores surgem e o contexto é fundamental para poder desmentir, para verificar sua veracidade".


"Foi também interessante e conhecer a equipe por trás da Internews. Foi uma experiência esclarecedora, porque ajuda a confirmar que existem pessoas realmente ali, por trás de tudo aquilo a gente recebe. A experiência de estar frente-à-frente torna tudo mais real" - explicou.


Ouça o nosso terceiro episódio.




20 visualizações0 comentário