top of page
  • Carol Domingos

CFC: Arte e cultura marcaram o encerramento do I Ciclo de Formação Complementar do Amazoom/Internews

Atualizado: 29 de nov. de 2022

A ação abordou questões sociais vivenciadas no cotidiano, através da Arte Urbana, Grafite e do Muralismo, tendo como convidados especiais os artistas do Coletivo PLAC.

Grupo participante da última oficina do Ciclo de Formação Complementar Amazoom / Internews em 2022. Foto: Amazoom.

Realizada entre os dias 21 a 23 de agosto, a oficina “Como as paredes se comunicam?”, promovida pela Amazoom em parceria com a Internews, marcou o encerramento do I Ciclo de Formação Complementar (CFC), realizado sob escopo do projeto "Enraizado na Confiança 2.0".


A formação foi conduzida pela vice-coordenadora do Amazoom, Profa. Dra. Leila Adriana Baptaglin. A oficina debateu, em roda de conversa, a realidade atual e o reconhecimento do invisível - daquilo circula na cidade de Boa Vista em relação a Arte - gerando assim trocas de conhecimentos entre os participantes.


Além disso, a professora e artista plástica Leila Baptaglin, compartilhou suas experiências voltadas para Arte Urbana, o Grafite e o Muralismo, discutindo, também, sobre as diferenças e as dificuldades encontradas dentro do ramo.

“Falar sobre Arte é falar sobre a vida, sobre o contexto em que vivemos, o que resulta em uma perspectiva de críticas, reflexão e de produção que retrata o cotidiano" - Leila Baptaglin.

Kenedy Hendolp, integrante do coletivo PLAC - Poéticas e Linguagens Artísticas Contemporâneas, e um dos artistas convidados para a oficina, destacou que o maior obstáculo encontrado para um artista é a própria desvalorização do trabalho artístico. Segundo ele os sujeitos-artistas, uma vez julgados, precisam ter uma posição defensiva, devido ao amementrodamento causado pela desinformação de diversos grupos sobre a arte.

“Quando estamos em uma intervenção urbana e algumas pessoas passam e criticam, a única ação rápida é a conclusão do nosso trabalho para podermos sair do ambiente, visto o temor da opressão”- Kenedy Hendolp.

Produtos


Durante os três dias de encontros, foram feitas produções usando a técnica do lambe-lambe: um pôster artístico, baseado na criatividade e no uso de tinta guache, látex ou spray. Todos os participantes puderam criar seus próprios pôsteres.


As colagens foram distribuídas nas paredes dos blocos da Universidade Federal de Roraima - UFRR, com o objetivo de destacar e mostrar os diferentes tipos linguagens acionados pelas artes visuais urbanas, seu potencial comunicativo e de valorização da cultura, do respeito, da igualdade e da liberdade.


A acadêmica do curso de Relações Internacionais Daniela Victoria Silva, comentou sobre a aprendizagem adquirida no evento, sabendo agora distinguir as diferentes práticas no mundo artístico, ampliando seu olhar para o Pixo.

"Aprendi a diferenciar a Arte Urbana, pois sempre estiveram no meu cotidiano. O que eu vejo na rua é Arte e não é vandalismo! Precisamos valorizar isso" - Daniela Victoria Silva.

Algumas das produções feitas usando a técnica do lambe-lambe. Fotos: Amazoom.


Também resultou da oficina um Mural, construído em conjunto, seguindo a temática da Arte Urbana, Muralismo e do Grafite. O trabalho foi feito no formato de uma pintura, utilizando jornais, tintas e a criatividade.


Os participantes puderem desenvolver a arte urbana dentro de uma universidade pública, mostrando os aspectos atuais e a visibilidade da valorização das artes visuais, como explica Floralice Barreto, integrante do Coletivo PLAC.

"A pintura em si foi uma forma de trazer a valorização da Arte dentro de um local público. Foi uma atividade conjunta, com pessoas de diferentes cursos. Com a dinâmica os alunos puderam se expressaram de outras formas, juntos e em coletivo" - Floralice Barreto.

Mural "Amazoomniando" pintado nas paredes da Sala 159 do Bloco I do CCLA. Fotos: Amazoom.


O Mural "Amazoomniando" foi pintado dentro da Sala 159 do Bloco I do CCLA - a Sala do Amazoom. A escolha das referências  da obra foi feita de forma coletiva, miscigenando aprendizagem e a troca de saberes e dando continuidade a dinâmica de produção do laboratório que no CFC esteve alinhada às diretrizes do Projeto Enraizado na Confiança da Internews.


Galerias


Veja outras imagens do processo de produção na OficinaVI:


Formação teórica


Lambe-lambe


Muralismo


110 visualizações0 comentário
bottom of page