• Fernanda Mesquita

DENARIUM 17 - Entre promessas e peças de marketing, candidato vai se '‘vendendo” como novidade

Atualizado: 13 de Abr de 2019


Por: Luiz Valério, Fernanda Mesquita, Bennison Santana, Rhadachy Wakiyama e Tiago Lima


Acompanhe análise sobre campanha de Antônio Denarium 17

Antônio Denarium usa a propaganda eleitoral para se vender como 'o novo" - Foto; R7

A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão é o momento em que, mais do que nunca, os candidatos a cargos eletivos de hoje tentam se vender como produtos capazes de apaixonar os eleitores. Num período em que todos os produtos da prateleira (classe política) parece estar estragados pelo verme da corrupção, tornou-se imperioso para os postulantes ao Governo de Roraima se “vender” como “o novo” ou um elemento capaz de promover mudanças concretas.


Concorde-se ou não com suas propostas, quando o assunto é novidade, o único candidato que pode lançar mão desse argumento apelativo na corrida eleitoral de 2018 aqui no estado, é o empresário e agropecuarista Antônio Denarium (PSL). Para parte do eleitorado, o tucano José de Anchieta e a progressista Suely Campos representam mais do mesmo ou uma volta ao passado.


Vindo de fora do meio político, Denarium tenta convencer o eleitorado em sua propaganda gratuita de que representa, de fato, a mudança. Tanto assim que seu slogan, repetido feito um mantra nos programas eleitorais, é a expressão marqueteira “pra mudar no 17”.


Nos propusemos a analisar os programa do candidato roraimense, que tem em Jair Bolsonaro sua parceria, para ele mais valiosa, nessa campanha eleitoral. Denarium usa, para convencer os eleitores de que é a melhor opção para governar Roraima, o argumento de que só ele será capaz de fazer uma dobradinha produtiva com o próximo presidente da República. O candidato surfa na onda do “endireitamento” que contaminou o Brasil nos últimos anos e sonha em ver Bolsonaro presidente.


Diante do descrédito da classe política brasileira, Antônio Denarium tenta passar a imagem de que é um “homem honesto e trabalhador”, de conduta ilibada. Suas peças de publicidade insistem que ele representa o “novo, a vitória e a esperança”. O combate à corrupção é outra vertente do discurso do candidato do PSL. “Quem praticar atos de corrupção, pode ser até dentro do palácio [do governo], vai sair no camburão da polícia”, diz ele em tom populista.


Denarium se vale dos erros cometidos pelos governos que se seguiram até aqui para fazer sua campanha. O endividamento do estado atribuído a Anchieta; o caos na segurança e na saúde, evidenciados no governo de Suely; o desemprego e a crise imigratória, entre outros, estão todos entre os problemas para os quais Denarium diz ter propostar para resolver ou amenizar. Ele propaga a mensagem do incentivo ao empreendedorismo, da redução interferência do estado na vida pública e do incentivo à produção e ao agronegócio.


Se o candidato vai conseguir ou não, caso seja eleito, executar políticas que solucionem os problemas vividos pela população de Roraima, ao que perece, é o que menos importa. Para ele, assim como para os demais candidatos, o importante mesmo é se mostrar como um produto palatável, vendável, capaz de ser “digerido” pelos eleitores cansados de promessas. No entanto, é prometendo que ele segue sua corrida em busca de conquistar o governo.


Acompanhe os programa eleitorais de Antônio Denarium:









41 visualizações
AMAZOOM
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

O Amazoom é uma rede de comunicação, pesquisa e promoção da cultura localizado no estado de Roraima

www.redeamazoom.org orgulhosamente criado por Bryan Chrsytian Araújo. 2017