• nandajvasconcelos

Agentes de saúde de Caracaraí recebem capacitação no combate à dengue

Atualizado: Jul 28


Fonte: Ascom/Sesau

O Governo do Estado promoveu entre os dias 19 e 22 de julho, a capacitação técnica de novos 22 Agentes de Endemias que atuarão no combate à dengue no município de Caracaraí, ao Sul. Com isso, será garantido que os agentes empreguem, com mais qualidade, as ações de rotina dos programas de controle das doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti. A capacitação foi coordenada pela CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde), da Sesau (Secretaria de Saúde). Foram repassadas aos agentes as noções básicas de Vigilância Epidemiológica e controle dos transmissores da dengue, zika e chikungunya, que são doenças causadas por vírus diferentes, mas que são transmitidos pelos mesmos vetores: os mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus. “Trata-se de um apoio e uma parceria do Governo do Estado junto ao município para o fortalecimento do serviço que esses agentes vão oferecer, para que Roraima tenha um resultado satisfatório no combate ao mosquito da dengue, garantindo, assim, a saúde da nossa gente”, ressaltou o governador Antonio Denarium. De acordo com dados do Núcleo de Controle da Dengue da CGVS, em 2020 foram confirmados 557 casos de dengue, e em 2021, até o mês de julho, 99 casos foram confirmados em todo o Estado. “Nós conseguimos passar um conhecimento reforçado para esses técnicos dando todo o suporte que eles precisam para executar, pois demonstramos na prática toda a rotina do serviço, desde a identificação de novos focos de mosquitos até o preenchimento dos boletins epidemiológicos”, complementou a gerente do Núcleo, Rosângela da Silva. A luta contra a dengue não para O Estado tem fortalecido, mesmo durante a pandemia de covid-19, as ações de detecção e prevenção aos mosquitos transmissores da dengue, zika e chikungunya nos municípios através do monitoramento e acompanhamento técnico junto às equipes municipais, realizando capacitações e apoio no controle dos vetores, com a utilização dos equipamentos ultra baixo volume (carros fumacê) nos municípios que apresentem números de casos das doenças acima do esperado. Esses defensivos são utilizados nos 'carros fumacê', conforme os critérios epidemiológicos apresentados pelos municípios. “Mas também é preciso lembrar que a população faz parte do combate ao mosquito da dengue, e que precisa se engajar nessa luta estando atenta aos recipientes com água parada, principalmente quando há lixo acumulado”, complementou a gerente.


Fonte: Governo de Roraima - Lucas Sechi

15 visualizações0 comentário